Visão, Missão e objetivos

  •  
  •  

Visão

Sector Cooperativo moderno, dinâmico e coeso, publicamente reconhecido como parceiro económico e social incontornável com valores e principios sociais idênticos aos de outras “familias” da economia social e claramente distinto de outros modelos empresariais.

Missão

Promover o fortalecimento do cooperativismo pelas vias da modernização, da competitividade e da qualidade, assente nos seus valores e princípios, tendo em vista a afirmação da sua importância e indispensabilidade para a Economia e para a Sociedade.

Objectivos

O presente projeto tem como grande objetivo, por meio da realização de diferentes ações concertadas, contribuir para a capacitação organizacional da Confederação enquanto entidade de representação de cúpula.
Pretende de uma forma geral apostar na sustentabilidade organizacional bem como desenvolver atividades que respondam as reais necessidades diagnosticadas relativamente ao seu universo de entidades associadas e ao contexto em que estas se inserem.

Tendo presente que a atual crise económica e social vivida também apresenta constrangimentos e simultaneamente desafios/ oportunidades ao Sector Cooperativo Português, pretende a Confederação por meio da realização desta candidatura desenvolver ações coesas que dotem concomitantemente os seus membros associados e futuros associados de ferramentas de gestão que contribuam de forma eficaz e eficiente para a sustentabilidade organizacional sob o primado da qualidade de atuação junto das comunidade locais onde se inserem.

Em traços gerais a conjunção das ações projetadas pretendem:

• Contribuir para o reforço da representação da organização de cúpula assim como das demais organizações associadas da Confederação no sentido da valorização do Sector Cooperativo inserido no contexto alargado da Economia Social, na divulgação do seu modelo de atuação, valores e princípios;

• Por meio da realização de atividades de índole participativa, construtiva e prática e tendo em consideração a natureza do trabalho de proximidade característico do movimento cooperativo, consolidar relações de parceria e corresponsabilização com e junto das comunidades, assim como com os demais agentes chave locais;

• Promover a qualidade do trabalho de proximidade prestado pelas organizações fortificando o trabalho em rede a nível, local, regional e nacional;

• Ampliar o universo das organizações associadas criando condições para que a Confederação possa desenvolver com mais eficácia a sua ação de entidade de representação de cúpula.

• Contribuir para a melhoria do desempenho organizacional da própria Confederação e organizações associadas, apostando na implementação de ações de índole formativa, fortalecendo consequentemente o aumento da qualidade dos produtos e serviços por estes prestados;

• Promover o desempenho e a intervenção organizacional de cariz essencialmente proactivo, quer em termos da conceção de metodologias coesas e adequadas de intervenção quer no que diz respeito à conceção de medidas de índole legislativa e executiva que interfira com o próprio movimento;

• Divulgar as potencialidades e o contributo do movimento cooperativo no desenvolvimento social e económico junto de todas as partes interessadas.